Basta um erro para que toda uma vida seja destruída, para que o futuro seja confinado a uma cela de prisão. Assassinato, roubo, tráfico de drogas, lavagem de dinheiro: os mais diversos crimes podem colocar você atrás das grades, provando que uma escolha errada é o suficiente para comprometer toda uma vida.

O fotógrafo Trent Bell viu isso de perto ao presenciar a condenação de um amigo próximo, pai de quatro filhos, esposo e profissional graduado, a 36 anos de cadeia. Como artista, sua reação ao refletir sobre o que aconteceu foi mergulhar no universo dos prisioneiros e das más escolhas. O resultado foi o projeto Reflect, que traz intrigantes retratos de prisioneiros mesclados com cartas escritas de próprio punho com conselhos que dariam ao seu “eu” mais jovem – seria possível evitar os escorregões que os levariam à prisão?

Trent Bell, fotógrafo que trabalha basicamente com arquitetura, retratou um grupo de prisioneiros e pediu para que escrevessem a carta. Digitalizados, os documentos foram mesclados na imagem, tornando-a ainda mais impactante.

Confira as fotos e algumas das coisas que os presidiários diriam a si mesmos:

“Apenas saiba que as pessoas sempre vão tentar testá-lo e que, não importa o que aconteça, apenas um homem de verdade consegue escapar disso”

“Se você acha que algo pode ser uma má ideia, acredite nisso! Não o faça!” 

“Nunca perca o seu verdadeiro eu pois quando você se reencontrar, pode ser tarde demais”

“Você deve ser capaz de perdoar aqueles que pedem ou merecem ser perdoados para poder perdoar a si mesmo”

“Eu passei boa parte da minha vida atrás das grades e você merece muito mais que isso”

“A vida está longe de acabar, Jamie. Os erros que cometemos no passado são os erros com os quais aprendemos”

“Nós deixamos que bebidas e drogas destruam nossos sonhos e nosso futuro em potencial”

“Seja rápido ao sorrir, lento ao sentir raiva e trate as pessoas com todo o respeito que elas merecem. É assim que você vai evitar se tornar eu”

“Toda decisão que você toma afeta todos ao seu redor e especialmente o seu próprio futuro”

“Eu acredito em você, tantas pessoas o fazem e você só precisa acreditar em si mesmo”

Abaixo o making off desse tocante ensaio:

Enviar uma carta para seu “eu” jovem nada mais é do que analisar erros e acertos e transformar isso em conselhos. Embora todos saibamos que seja impossível mudar o que está feito, é sempre válido refletir sobre escolhas e comportamentos.

E você, o que diria para seu “eu” no passado?