O fotógrafo francês, Philippe Echaroux resolveu homenagear a tribo Suruí, aqui do Brasil, projetando seus rostos na floresta amazônica. O projeto “A Floresta de Sangue” chama atenção para a questão do desmatamento.

Convidado pelo chefe Almir Surui Narayamoga, o fotógrafo destaca em suas imagens membros da tribo que estão em constante trabalho de replantio de árvores como forma de proteger sua parte da floresta.