Há oito anos, o artista Shepard Fairey criou uma icônica imagem do então novo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama. O pôster em azul e vermelho junto à palavra Hope (‘esperança’, em inglês) acabou se tornando o símbolo do governo do democrata, primeiro afro-americano a assumir o cargo.

Agora, com a mudança da liderança na presidência dos Estados Unidos, o artista criou novas imagens. No entanto, ao invés de homenagear Donald Trump como fez com Obama, Fairey criou cartazes que mostram mulheres de diferentes etnicidades. Uma moça latina aparece junto à frase, “Lutamos pela dignidade“, a muçulmana acompanha a frase “O povo é maior que o medo” e a negra: “Protegemos uns aos outros”.

As criações de Fairey fazem parte do movimento “We the People” (Nós, o povo”), iniciativa da ONG Amplifier Foundation e devem ser utilizadas em manifestações contra “ódio, medo e racismo”.

Os cartazes representam as minorias existentes nos EUA que devem protestar contra a posse do republicano que acontece nesta sexta-feira (20). No sábado (21), dia seguinte à posse, está prevista a Marcha das Mulheres que vem sendo organizada desde a eleição de Trump e acontecerá em Washington e em várias outras cidades americanas.

As imagens de Fairey e dos artistas Ernesto Yerena e Jessica Sabogal estão disponíveis para download gratuito no site da ONG.

“Nós as pessoas / Nos protegemos”

“Nós as pessoas / Somos melhores do que o medo”

“Nós as pessoas / Defendemos a Dignidade”

“Nós os resilientes / Já passamos por isso”

“Nós os invisíveis“