A atriz de “Orange is the new black”, série de comédia americana que estrou em 2013 no Netflix, foi indicada na categoria “Melhor atriz convidada em série de comédia”.

Antes da indicação ao Emmy, Laverne Cox ficou em quinto lugar na votação online da revista Time para a lista das 100 pessoas mais influentes do mundo, mas os editores decidiram não colocá-la na lista final.

O fato gerou polêmica e, na edição de 9 de junho, ela foi capa da publicação norte-americana, tornando-se a primeira mulher trans com esse destaque.

Laverne em cena de “Orange is the new black”

Logo depois da capa da Time, Laverne foi convidada do programa “The Wendy Williams Show”. A postura da apresentadora, porém, foi alvo de críticas, principalmente na web.

Williams fez perguntas consideradas desrespeitosas pelo público como “Você tem implantes nos seios?” e “Você se lembra do momento em que decidiu passar de homem para mulher?”. Não foi a primeira vez que a atriz recebeu perguntas invasivas, e ela já alfinetou uma apresentadora por isso, confira aqui.

Em seu twitter, Laverne Cox apenas comemorou a indicação ao Emmy e agradeceu a todo elenco da série.

Os sites da revista Vogue e da Time, entretanto, questionaram o porquê da atriz ser indicada na categoria de atriz convidada, sendo que figura na série há duas temporadas e é peça essencial do elenco.

“Orange is the new black” também foi indicada como “Melhor série de comédia”.