Não estou dizendo que essas coisas não eram atraentes antes, mas elas definitivamente pularam para o topo da lista agora que você se tornou adulto.

1. Foco

Eles sabem o que querem e correm atrás – e nada é mais atraente do que alguém com objetivos e a motivação para fazer as coisas acontecerem. Talvez eles ainda não estejam exatamente onde querem estar em suas carreiras, mas eles sabem o que uma carreira realmente significa e estão indo atrás dela.

2. Sinceridade

Quando eu tinha 20 anos, eu não ligava muito se um cara realmente queria dizer o que ele falava, contanto que ele dissesse o que eu queria ouvir. Agora a coisa que eu gosto mais é um cara que seja honesto e claro comigo, mesmo se eu não quero ouvir. Parece simples, mas alguém que diz o que realmente pensa, e sabe o que diz, ganha alguns pontos depois de uma certa idade.

3. Talento

Quanto mais velho você fica, mais você se dá conta de quanto esforço é necessário para desenvolver certas habilidades. Tanto que você começa a admirar quando alguém se dá ao trabalho de desenvolver seus próprios talentos. Você também começa a reconhecer talentos que antes você não considerava, como saber se expressar corretamente, ou saber cozinhas algo além de um miojo, ou alguns outros talentos que não vou descrever a fundo aqui…

4. Paciência

Vamos ser honestos: para as mulheres, é bom ter um cara que não fica nos apressando para transar. E para os homens, ter uma mulher que não se incomode em não ter um rótulo no relacionamento por um tempo. Nos seus vinte e poucos anos, sua visão da vida começa a ficar maior, e ter alguém que possa ir devagar enquanto você vai se descobrindo é uma coisa a menos pra se preocupar.

5. Profundidade

Eles passaram por algumas barras, e não coisas do tipo “meus pais pararam de me dar dinheiro”. Corações partidos, grandes perdas e dificuldades da vida, coisas que fazem você mudar sua perspectiva na vida e te ajudam a ver o mundo com outros olhos. Essas coisas inevitavelmente criam pessoas mais profundas, mais reflexivas, o que é extremamente atraente.

6. Maturidade

Na faculdade, se você me perguntasse se eu achava que ciúmes era uma qualidade desejável em um parceiro, eu diria que sim, pois eu pensava que ciúmes era um medidor de quanto uma pessoa se importava com você. Hoje em dia eu só acho isso cansativo, dramático, e completamente desnecessário. Ser capaz de agir conforme sua idade fica cada vez mais atraente conforme você vai ficando mais velho porque sério… brigas de bar e discussões sobre ex-namorados? Ninguém tem tempo pra isso não.

7. Experiência

Quando você é mais jovem você pensa que sabe de tudo – mas em algum ponto entre os 23 e 24 anos você se dá conta que não sabe de nada, e você acaba dando valor para uma pessoa que te ensina algo que você não sabia. Experiência não te intimida, mas te adiciona, e faz você querer ficar perto da pessoa na esperança que você absorva tal conhecimento.

8. Paixão

Como o talento, paixão é algo que se desenvolve ao longo do tempo, mas na juventude, nós frequentemente escondemos nossas paixões com medo de parecermos idiotas e darmos muito valor pra coisas que outras pessoas não dão. Se viajarmos no tempo até alguns anos depois da faculdade, aquele mesmo nerd da sua classe que passava horas no computador agora é um profissional de tecnologia bem-sucedido.

9. Auto-conhecimento

Eles sabem quem são e têm um senso aguçado das coisas que precisam e não precisam fazer para serem seres humanos melhores. Mas esse ponto não está limitado ao senso mental e emocional de auto-conhecimento. Ter conhecimento de como seu corpo é fisicamente – dos seus defeitos e qualidades – também é uma coisa muito atraente.