O casal de lésbicas, Caroline Leto e Venera Magazzu, completou 70 anos de casadas e comemorarão 100 anos de idade  juntas! Para quem acredita que o amor não existe, ou que nunca achará ninguém com quem dividir as alegrias e tristezas, amor e doenças até que a morte os separe; está aí um exemplo que gays e lésbicas podem SIM viver um grande amor.

Leto e Magazzu se conheceram em Nova York, durante uma festa. Caroline adorou o estilo de Venera. Venera achou Caroline divertida e após um ano mudaram-se para uma humilde casa e passaram a maior parte da vida lá, mas apenas poucos amigos sabiam de seu relacionamento.

“Eu acho que a maior parte das pessoas desconfiava, mas nunca fizeram escândalo sobre isso porque éramos apenas duas mulheres. Eles não perguntavam, e nós simplesmente não falávamos”, disse Mazzagu.

O relacionamento permaneceu em segredo por muitos anos e mesmo assim enfrentou preconceitos. “Você simplesmente não podia dizer para todo mundo que nós éramos amantes”, contou Leto. “Você diz para as pessoas que somos amigas, algumas pensam que éramos irmãs”. Como qualquer casal (hétero ou gay) enfrentaram brigas e discussões mas o amor se manteve presente durante todos esses anos.

Um amigo do casal disse: “Honestamente, eu acho que as duas estão mais apaixonadas do que no passado. Olhe para os casais heterossexuais. Você tem sorte se ainda permanece casado após sete anos. Esta é uma história de amor incrível!”

As meninas dizem que não farão nenhuma festa para comemorar, e o argumento? Estão muito velhas para comemorações, mas a uma associação de gays e lésbicas chamada Etz Chaim, planeja uma festa e esperam que as meninas mostrem como se dança a Polka.