Em uma entrevista recente com o jornal alemão Tagesspiegel, a artista Marina Abramovic sugeriu que ter filhos arruinaria sua criatividade. “Eu tive três abortos porque eu tinha certeza que a maternidade ia ser uma desastre para o meu trabalho,” ela disse. “Uma pessoa só tem uma energia limitada no corpo, e eu teria que dividi-la”.

Mas Hein Koh, uma artista do Brooklyn, respondeu recentemente aos comentários da Abramovic postando uma foto sua amamentando seus gêmeos enquanto trabalha. “Quando os meus gêmeos tinham 5 semanas apesar da privação de sono e da alta frequência de amamentação (todos os dias, a cada 2 ou 3 horas, durante 45 minutos), eu ainda conseguia fazer minhas coisas,” escreveu Hein. “Marina Abramovic acha que filhos impedem você na sua carreira artística, mas como @dubz19 escreveu tão bem, “FODA-SE ISSO”.

(Foto: Instagram Hein Koh)

“De alguma forma como homem, você está autorizado a ter filhos e ainda ser visto como focado na carreira,” disse Hein. “Mas quando você é uma mulher com filhos, as pessoas veem isso como um enorme sacrifício,” ela observou. “Os modelos de família estão mudando  — mulheres não tem que necessariamente ser as principais responsáveis no cuidado dos filhos. Com uma maior distribuição de responsabilidades e com algum tipo de suporte — suporte é a chave, e eu reconheço como um privilégio  — mulheres podem ter filhos e serem bem sucedidas profissionalmente”.

(Foto: Instagram Hein Koh)

“Eu montei um calendário que me ajuda a passar um tempo com as crianças, por pelo menos algumas horas por dia, mas também ter algum tempo para mim, para trabalhar no meu estúdio ou qualquer outra coisa que eu precise fazer,” ela escreveu. “Ter alguém pra cuidar do seu filho por você, seja uma babá ou uma creche, é um privilégio, e eu sei que infelizmente muitas mães e artistas não tem isso. Dito isso, eu entendo como tenho sorte e eu não desperdiço tempo”.

(Foto: Instagram Hein Koh)

“Nós temos que fazer o que consideramos melhor para nós e para nossa família,” ela acrescenta. “Eu só estou tentando viver minha vida, e eu sei que tenho limitações mas eu estou fazendo o melhor que posso. As pessoas devem apenas deixar as mães em paz, e cuidar de suas vidas. Especialmente outras mães, que são as primeiras a julgar. Independente das nossas escolhas pessoais, mulheres devem dar apoio umas as outras, e darem exemplo ao invés de atacar. É esse tipo de cultura que eu quero promover”.

(Foto: Instagram Hein Koh)