O búlgado Elder Dobri Dobrev, de 98 anos, apelidado pela imprensa do país como “vovô Dobri” surpreendeu o mundo ao ter sua história relatada. Ele é morador de uma pequena cidade chamada Bailovo e possui um hábito bastante tocante.

Mesmo estando em situação de máxima vulnerabilidade, ele percorre mais de 10 km por dia, indo até a capital Sófia para pedir esmolas aos transeuntes.

Ele é considerado um “avô” por muitos moradores, por seu jeito doce. Ele costuma dar um beijo na palma das mãos de todos que o ajudam, independente do valor.

Chamado em Sófia, capital da Bulgária, como “Papai Noel da vida real”, ele ganhou as páginas dos jornais e especiais nos principais canais de TV após fazer uma doação surpreendente de R$ 82 mil reais para a Igreja Catedral de St. Alexander Nevski.

Ele é aposentado e vive com apenas R$ 324,00 reais por mês. A igreja declarou que nunca, desde sua fundação, recebeu uma doação tão expressiva.

Seu comportamento é considerado por muitos sociólogos como um exemplo de consciência social. Ele está satisfeito em viver com o pouco de sua aposentadoria, mas sente-se incomodado com injustiças sociais.

Em um documentário sobre sua vida, divulgada no Youtube, ele declara: “O homem tem sempre duas vontades. Em si mesmo e em cada momento de sua vida. A vontade de fazer o bem e a vontade de fazer o mal. Basta escolher”.

Confira o vídeo abaixo com legendas em inglês: