A crise de imigração na Síria já afeta o mundo inteiro. No Brasil já são mais de 1.600 refugiados sírios. Além disso, abrigamos quase 8.000 refugiados de guerra de 80 nacionalidades diferentes.

Os refugiados muitas vezes arriscam suas vidas na tentativa de uma vida melhor e ainda acabam sofrendo preconceito no país onde chegam. No caso mais recente de xenofobia no Brasil, seis haitianos levaram tiros de chumbinho em São Paulo.

E como um lembrete que refugiados podem contribuir muito para um país, listamos 8 pessoas muito bem sucedidas em suas áreas que já foram refugiados de guerra:

Freddie Mercury

O vocalista e compositor da banda Queen nasceu na Índia, mas ele e sua família moravam na Tanzânia, onde seu pai era empregado no escritório colonial britânico. Durante a Revolução de Zanzibar, quando centenas de indianos e árabes foram mortos por lá, sua família fugiu para a Inglaterra.

M.I.A.

A ganhadora do Grammy fugiu do Sri Lanka com sua família aos nove anos, por causa de uma guerra civil que se instaurava no país, e se mudou para um abrigo em Londres.

Dalai Lama

O líder espiritual e político do Tibet tem vivido fora de sua terra natal desde que o exército chinês reprimiu brutalmente uma revolta nacionalista no país. O 14º Dalai Lama vive desde então na cidade indiana de Dharamsala, de onde viaja para o mundo pregando compaixão, perdão e tolerância.

Gloria Estefan

Uma das artistas que mais vendeu discos no mundo e ganhadora de 7 Grammys, Gloria Estefan nasceu em Havana, em Cuba. Sua família decidiu fugir do país durante a Revolução Cubana nos anos 50 e se instalou em Miami.

Sigmund Freud

O pai da psicanálise vivia na Áustria quando as tropas de Hitler invadiram o país e ele foi obrigado a fugir para a Inglaterra. Suas 4 irmãs morreram em campos de concentração.

Mika

O cantor que já vendeu mais de 5,6 milhões de cópias nasceu no Líbano. Seus pais foram obrigados a fugir do país, que estava tomado pela guerra, quando Mika tinha apenas um ano.

Alek Wek

Hoje em dia, ela é uma das modelos mais requisitadas no mundo da moda, mas aos 14 anos, foi obrigada a fugir do Sudão com sua família devido a uma brutal guerra civil. Seis anos depois ela se tornou a primeira modelo africana a aparecer na capa da revista Elle.

Albert Einstein

Provavelmente o refugiado de guerra mais conhecido dessa lista, o professor e gênio da física foi acusado de traição pelo governo de Hitler e teve que fugir da Alemanha, mudando-se para os EUA, onde começou a lecionar na Universidade de Princeton.