A ideia de ir ao cabeleireiro pode te deixar um pouco nervoso quando você é criança, ainda mais se você é uma criança com autismo.

Esse é o caso de Mason, um menino de 3 anos com desordem do espectro autista (DEA), uma forma de autismo. Mason tem tanto medo, que seu cabeleireiro James, da Inglaterra, tentou durante um mês inteiro cortar o cabelo do garoto, sem sucesso. Até que ele encontrou uma maneira de se aproximar do garoto.

Em um post viral no Facebook, James revela que finalmente conseguiu cortar o cabelo de Mason ao silenciosamente deitar no chão enquanto o pequeno garoto se divertia com seus brinquedos.

(Foto: Reprodução/Facebook)

“Eu fui para o chão quando eu entendi que é lá que ele queria ficar. Ele brincava com o celular de seu pai, assistia a uns programas aleatórios e isso o deixava entretido”, disse James à revista People. “Então eu pensei: vou me juntar à ele deitando no chão e ver se isso funciona”.

Desde de então, a história de James e Mason tem repercutido no mundo inteiro. A lição disso tudo? Paciência é a chave para lidar com crianças com necessidades especiais, e no final a recompensa vale a pena.

“Quanto eu terminei, eu ergui a mão no ar para ele bater, mas ao invés disso ele me abraçou”, disse James. “Amor verdadeiro!”, concluiu.

(Foto: Reprodução/Facebook)

(Foto: Reprodução/Facebook)