O número de cães abandonados em todo o mundo chega a assustar os amantes dos animais: as estimativas atuais chegam a aproximadamente 600 milhões de cachorros que não têm um lar e não conhecem o amor de um humano. A Holanda, no entanto, traçou uma estratégia para erradicar o problema.

O exemplo vem da Holanda

A situação dos animais abandonados é difícil de resolver, tanto pelo número alto quanto pela ausência de leis específicas para esses casos em muitos países. Mas não é impossível, como a Holanda provou ao mundo. O país se tornou o primeiro a tirar todos os cães das ruas, sem sacrificar nenhum deles ou colocá-los em canis.

O governo holandês conseguiu atingir o feito estabelecendo um plano baseado em quatro metas: conscientização sobre os direitos dos animais, multas para quem abandonar cães, campanhas para castração gratuita e altas taxas para a compra de animais de raça.

Objetivo ambicioso

O objetivo da Holanda era, por meio das quatro metas, incentivar a adoção de animais abandonados e controlar a reprodução de cães de rua no país. O plano era ambicioso, mas deu certo e hoje pode servir como modelo em outros lugares do mundo.

No Brasil, por exemplo, a Organização Mundial da Saúde estima que o número de cachorros abandonados nas ruas está em torno dos 30 milhões. Apesar da ausência de leis eficazes, cada um pode fazer a sua parte, dando uma casa, comida e carinho para os cães que precisam.