Sete meses após anunciar oficialmente que exibiria um casal gay em seu canal de televisão, a Disney cumpriu a promessa. No domingo (26), uma personagem da série’Boa Sorte, Charlie!’ foi levada à casa da protagonista pelas duas mães, Susan e Cheryl. A filha do par lésbico se chama Taylor.

Foi ainda acrescentado algum humor ao contexto. O pai de Charlie, Bob, diz “Taylor tem duas mães!”, ao receber ambas juntas na sala, e a esposa dele, Amy, comenta com sarcasmo: “Uau, nenhuma informação te escapa, Bob”.

A esposa ou companheira de Susan, no entanto, é apenas apresentada como “a outra mãe de Taylor”.

Mesmo assim, a atriz que interpretou Susan, Desi Lydic, comemorou no Twitter. “Estou tão orgulhosa de fazer parte desse episódio! Vai, Disney! #igualdade”, escreveu.

O seriado está no ar desde 2010 e, atualmente, segue sua quarta e última temporada.

Um porta-voz da Disney já havia comentado sobre o planejamento do episódio histórico em junho passado, em entrevista ao “TV Guide”: “Esse enredo em particular foi desenvolvido sob consulta a especialistas em desenvolvimento infantil e a conselhos comunitários. Como toda a programação do Disney Channel, ele foi desenvolvido para ser relevante para crianças e famílias mundo afora, e para refletir temas de diversidade e inclusão”.

Na mesma época, a cantora Miley Cyrus, protagonsita de outra série da Disney,’Hannah Montana’ (2006-2011), comentou a decisão do canal no Twitter: “Eu elogio a Disney por dar esse passo rumo à luz desta geração. Eles [a Disney] controlam… Muito do que as crianças pensam! A vida não se resume a sets brilhantes, guarda-roupas e crianças virando superestrelas. Isso é INSPIRADOR”.