Na segunda-feira, 13 de outubro, um documento do Vaticano marcou uma possível mudança na posição da Igreja em relação à questão homossexual.

Elaborado por mais de 200 bispos após uma semana de discussões sobre temas relacionadas à família, o texto diz que os homossexuais têm “dons e qualidades” a oferecer e questionou se o catolicismo pode aceitar os gays, reconhecer os aspectos positivos de casais do mesmo sexo e um espaço “fraternal” para os homossexuais sem modificar a questão da doutrina católica sobre a família.

Confira os trechos do documento:

“Os homossexuais têm dons e qualidades a oferecer à comunidade cristã: seremos capazes de acolher essas pessoas, garantindo a elas um espaço maior em nossas comunidades? Muitas vezes elas desejam encontrar uma igreja que ofereça um lar acolhedor”

“Serão nossas comunidades capazes de proporcionar isso, aceitando e valorizando sua orientação sexual, sem fazer concessões na doutrina católica sobre família e matrimônio?”