Quando bem utilizada, a tecnologia pode nos ajudar a construir um mundo melhor. Pena que nem sempre isso acontece: verdade seja dita. O desenvolvimento da ciência já nos causou grandes perdas. Quem não se lembra das mortes provocadas pelas bombas de Hiroshima e Nagasaki, na 2ª Guerra Mundial, que mataram milhares de japoneses, e o desastre da usina nuclear de Chernobil, só pra citarmos dois dos episódios mais tristes da história da humanidade.

Mas, para esperança nossa, vez por outra, projetos como o site brasileiro EuPaciente – uma rede social que reúne pacientes com doenças crônicas – surge e faz a gente acreditar no lado humano da tecnologia. A proposta do site é melhorar a qualidade de vida e o bem-estar das pessoas.

A rede social conta com 6 mil usuários. O cadastro é gratuito e pode ser feito tanto por pacientes, como por cuidadores, parentes e pessoas interessadas em se informar sobre determinadas doenças. Através de um sistema de filtro, o site apresenta o navegante a pessoas cadastradas que passam pela mesma situação e tem o mesmo diagnóstico. Funciona com uma linha do tempo e possui fóruns de discussão, onde rolam trocas de ideias e informações de grupos do mesmo interesse: médicos, remédios, tratamentos.